Estrias. Uma palavra que causa calafrios em todas nós, acho que só a palavra celulite consegue superar em terror.

Este distúrbio, de aspecto desagradável, surge por diversos fatores bem específicos e exige alguns tratamentos, caseiros ou profissionais, para reduzir e até mesmo eliminar.

Mas exigem tempo e dedicação e, na correria dos dias modernos, com tantos desafios e todos os compromissos pessoais e de trabalho são pra ontem, sobra pouco tempo para cuidarmos da beleza da forma como gostaríamos e das estrias da forma como devemos.

As estrias também ocorrem com os homens, por incidência de alguns dos fatores que nos atingem também.

Não é nenhum consolo, né amigas?

E por que as mulheres sofrem mais com estrias do que os homens?

Estrias e a Gravidez

Boa parte da incidência de estrias nas mulheres ocorre na gravidez, um fenômeno exclusivamente feminino – pelo menos, por enquanto.

E é uma fase tão encantadora quanto complexa. Muitas dúvidas, incertezas sobre o que vai acontecendo nos 9 meses, alterações de humor, mudanças drásticas no corpo. E elas ali, as estrias, desafiando nosso já instável emocional.

E durante a gravidez diversos tratamentos e produtos são proibidos. Os métodos caseiros terão pouco efeito com o ventre em crescimento, o que torna as estrias um desafio ainda maior para após o nascimento do filho.

Estrias e a Obesidade

Uma das principais causas das estrias é o ganho rápido de peso, e também as oscilações, o famoso efeito sanfona, que atinge mais mulheres, pelo próprio comportamento de luta por emagrecimento com mais frequência que os homens ao longo da vida.

O estilo de vida moderno incorporou  aos nossos dias os maus hábitos que era quase exclusividade dos homens há algumas décadas – alimentação errada, preocupações com metas e projetos profissionais e pessoais, relacionamento com dinheiro e estresse. E somos mais propensas à obesidade, por características hormonais.

Aqui temos à pressão social e íntima de uma forma ainda mais perversa: o sobrepeso, a obesidade são fatos visíveis, expostos a todos. E as estrias que surgem disso tornam-se um adicional de angústia.

Mais homens se preocupam hoje em dia com o peso e a estética em geral. Porém, em um nível de cobrança social muito menor.

Estrias e a Puberdade

Esta é a fase dos grandes crescimentos corporais e eles funcionam de formas bem distintas entre mulheres e homens.

Estatisticamente, 70% das mulheres e 40% dos homens adquirem estrias na puberdade. A explicação está na natureza de cada organismo.

Nas mulheres, o estradiol (hormônio sexual feminino) estimula o acúmulo de gordura nos seios, coxas e nádegas, e o estiramento rápido pelo crescimento destas áreas aumenta a possibilidade de surgirem as estrias.

Nos homens, elas ocorrem mais em função do crescimento na altura e mesmo assim em uma minoria.

Estrias e a Autoestima

Este é um fator fundamental na forma como mulheres e homens lidam com o problema das estrias. E todo um contexto social faz a diferença.

Ainda somos uma sociedade que cobra muito das mulheres que estejam sempre investindo o máximo dos seus esforços na beleza. Sempre belas e a cada problema que surge, levadas a incluir a luta pela solução em uma lista de prioridades que disputa espaço com carreira, projetos, casamento, filhos.

E nós mesmas, mulheres, lançamos um olhar desaprovador nas gorduras localizadas, celulites e estrias de outras mulheres. Ainda mais nestes tempos onde tudo tem solução.

Essa pressão por resultados na beleza deixa muitas mulheres inseguras, com baixa autoestima e que até mesmo limitam a vida social por causa das estrias. Deixam de frequentar praias ou piscina, ou evitam roupas mais decotadas e curtas.

Sacrificam até mesmo relacionamentos promissores. E muitas vezes em um momento profissional especial, um momento pessoal de conquistas, que acaba influenciado, no dia a dia, por algo que se torna muito mais angustiante do que realmente deveria ser.

Afinal, são apenas estrias, meninas. E nada mais.

 

Devemos sim, buscar a solução para que ela nos deixe felizes em superar mais um dos muitos desafios que temos todo os dias, e satisfeitas com nosso próprio corpo, mais e muito antes de qualquer outra pessoa.

Você quer superar este desafio? Esse artigo te explica tudo sobre como tirar estrias e cuidar para diminuir o risco de que elas apareçam.

 

Sou Ana Marcela, e criei o blog em março de 2018, numa época onde ele era apenas um hobby aleatório e eu trabalhava em uma operadora de telemarketing. Ele surgiu com o intuito de suprir minha carência de falar de assuntos femininos em meio a um trabalho nada glamouroso, onde se falava de tudo, menos do que eu mais queria.

Todos os direitos reservados – Baaphonico 2019

meus e-books