Uma das formas mais eficientes – talvez a mais – de aprendizado para crianças são os jogos e brincadeiras.

É quando as crianças assimilam uma carga grande de conhecimentos e desenvolvem habilitares motoras e mentais, e tudo isso de uma forma descompromissada na visão delas, portanto sem o peso de uma obrigação que muitas vezes desmotiva os pequenos.

E os jogos e brincadeiras podem (e devem) ser usados e estimulados em todos os ambientes onde as crianças estão presentes – casa, escola, clubes, convivência com amiguinhos e familiares.

Tudo que puder ser transmitido para as crianças através de jogos, e paralelo ao aprendizado formal a partir de uma determinada idade – será assimilado e fixado em memórias com mais eficiência.

Mas que tipos de jogos e brincadeiras desenvolvem as crianças?

A quantidade e variedade é grande e os jogos podem potencializar habilidades que estão sendo adquiridas e estimular novas – assim se faz, então, a construção do potencial de cada criança.

O mais importante é patrocinar e introduzir o mundo dos jogos:

  • Respeitar o tempo de cada criança – entender se ela está emocionalmente preparada para aquele jogo e também observar se ela tem aptidão e gosto por outros;
  • Estimular sem pressão – ela pode apenas não querer naquele momento, mas não há uma ideia fechada dela quanto àquele jogo, e ela poderá retornar até ele por observação de outras crianças.

As crianças já nascem conectadas

O título acima parece exagerado – e é em certa medida. Mas chama a atenção para o convívio precoce dos pequenos com a tecnologia através dos jogos. O mundo online funciona como uma grande playground para crianças urbanas que não tem contato com a natureza e brincadeiras físicas – e muitas ainda não estão sequer em idade escolar!

Mas um consenso entre especialistas é que a internet é um fato, que os jogos online trazem inúmeros benefícios, apenas deve ser regulado conforme as idades e aliado a outras atividades lúdicas que agreguem mais habilidades.

Quais os jogos ajudam no desenvolvimento mental das crianças?

01 – Jogos Esportivos

Sem dúvidas um item obrigatório no aprendizado e também no crescimento físico da criança. Ela exercita sua liberdade de movimentos, agilidade, capacidade motora, tomada de decisões frente aos obstáculos.

Além destes benefícios, a criança socializa, aprende a participar de grupos, a ter o seu papel dentro de uma micro-sociedade e a vivenciar conquistas e fracassos. Através das regras, a criança aprende a pensar estrategicamente – o que pode e o que não pode em cada situação do jogo.

Sem dúvida, são atividades que desenvolvem a maturidade física, mental e intelectual da criança por completo.

02 – Jogos de Tabuleiro

Esses são jogos que atingem faixas etárias maiores e são muito importante para o desenvolvimento de várias habilidades mentais – raciocínio lógico, avaliar causas e consequências, exercitar a tomada de decisões mais estratégicas.

Além disto, tanto nos jogos disputados em duplas quanto os individuais, a criança aprende a lidar com obstáculos, vitórias e derrotas – e nós sabemos como elas são resistentes a insucessos.

03 – Jogos online e de computador

Os jogos online e de computador trazem inúmeros benefícios para o desenvolvimento mental e cognitivo das crianças.

Um ponto bastante típico é a criatividade, no convívio com os mundos fantásticos. Os jogos de múltiplas fases ensinam a criança que é preciso pensar estrategicamente para avançar e conquistar objetivos maiores.

Além disso, desenvolvem o raciocínio, a rapidez nos movimentos e a visão espacial (dominando os diversos elementos do ambiente). Os jogos online são especialmente importantes para desenvolver a socialização pela troca de ideias e interesses em comum no jogo.

E a criança pode começar a ter contato com um outro idioma, nos jogos que são originais em inglês.

 

Sou Ana Marcela, e criei o blog em março de 2018, numa época onde ele era apenas um hobby aleatório e eu trabalhava em uma operadora de telemarketing. Ele surgiu com o intuito de suprir minha carência de falar de assuntos femininos em meio a um trabalho nada glamouroso, onde se falava de tudo, menos do que eu mais queria.

Todos os direitos reservados – Baaphonico 2019

meus e-books