Ter um negócio próprio é sempre um grande desafio no Brasil, com tantas leis, muita burocracia e muitos gastos com impostos, contribuições e taxas.

O que não deve desmotivar o empreendedor; basta que ele entende profundamente o que vai precisar e o que vai acontecer desde o começo na sua empresa.

E com um salão de beleza não é diferente. Você sonhou e enfim chegou o dia em que pode colocar em prática de ser dona de um.

Para começar a funcionar e atuar no dia a dia da melhor forma, para alcançar o sucesso, os pontos de atenção são muitos, e vamos falar de alguns aqui. Veja o que você vai precisar para abrir um salão de beleza e seja feliz e bem sucedida!

01 – Monte o Plano de Negócios do seu salão de beleza

Este documento é o ponto de partida de todo empreendimento e define todas as questões que vão nortear o negócio. Algumas delas são:

  • Produtos e serviços que serão oferecidos;
  • Qual o público-alvo do salão;
  • Precificação dos produtos e serviços e a concorrência;
  • Valores de investimentos iniciais, estoques, capital de giro e despesas de legalização;
  • Previsão de receitas e despesas mensais;
  • Previsão de lucro e prazo de retorno do investimento.

Com estes dados – realistas – você poderá tomar todas as decisões seguintes até a abertura do seu salão.

02 – Qual o público-alvo do seu salão de beleza?

Esta questão é crucial para as estratégias de marketing, mas acima de tudo para entender:

  • Se você tem público-alvo relevante para o perfil do salão imaginado;
  • Se a localização física é adequada ao que você vai oferecer aos clientes;
  • Qual será a identidade visual do salão (decoração, logotipo, uniformes).

03 – Definir os valores necessários para o seu salão de beleza

Este ponto é fundamental para a saúde financeira do salão e também a sua, pessoal.

Investimento Inicial

São todos os equipamentos, itens de estoque inicial, mobiliário, reparos no imóvel, despesas com identidade visual, marketing e legalização do negócio.

Para eles você ter todo o capital necessário, sem recorrer a financiamentos. Caso contrário, a prestação fará parte das despesas mensais.

Capital de Giro

É a reserva financeira para suportar a operação do dia a dia nos meses em que a receita não pagar as despesas – pelo menos fechando com saldo zero. É comum um negócio precisar deste socorro, principalmente nos primeiros meses.

Mas é bom ter alerta com a continuidade, pode significar que receitas ou despesas foram mal previstas e é urgente rever os números. O capital de giro deve ser capaz de suportar até o dobro do prazo estimado de retorno.

Bom lembrar: capital de giro não pode ser reserva pessoal, ele é um valor que deve estar guardado à disposição do negócio.

Despesas Operacionais

São todas as despesas mensais para manter o salão aberto:

  • Pessoal: salários, impostos e benefícios;
  • Reposição de estoque;
  • Compras diversas e previstas;
  • Energia, telefone, água, gás, condomínio, taxas, segurança e outros;
  • Um valor a título de imprevistos.

Receitas Operacionais

São os recebimentos de clientes.

Importante: aqui consideramos o mês da venda – faturamento. O fluxo de caixa vai regular receitas e despesas para as datas efetivas.

Reserva Pessoal

É fundamental que você tenha uma reserva para cobrir suas despesas pessoais pelo mesmos período do capital de giro.

A reserva só deve ser usada para fins pessoais, pois isso preserva sua subsistência. Sequer passa pela conta da empresa!

04 – Instituir o Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa é o instrumento que vai mostrar detalhadamente a saúde financeira do seu salão de beleza.

Nele, você deve registrar o valor e a data efetiva de recebimento ou de pagamento de tudo, de forma que você possa verificar se há falta de recursos e os motivos. Desta forma, você pode tomar algumas decisões, entre elas:

  • Renegociar vencimentos de pagamentos;
  • Promover descontos para antecipar recebíveis (ou negociar com bancos);
  • Verificar se existiu alguma despesa anormal e justificada;
  • Rever o planejamento de receitas e despesas.

05 – Ficou muito complicado?

Toda empresa é obrigada, por lei, a constituir um contador, que será responsável em gerar todas as obrigações legais e fiscais e providenciar os pagamentos com você.

E um escritório de contabilidade RJ pode ser o seu grande aliado no entendimento de todos esses passos, tanto executando quanto prestando uma consultoria para as melhores decisões.

 

Sou Ana Marcela, e criei o blog em março de 2018, numa época onde ele era apenas um hobby aleatório e eu trabalhava em uma operadora de telemarketing. Ele surgiu com o intuito de suprir minha carência de falar de assuntos femininos em meio a um trabalho nada glamouroso, onde se falava de tudo, menos do que eu mais queria.

Todos os direitos reservados – Baaphonico 2019

meus e-books