Durante muitos anos o sol foi o grande vilão da nossa saúde, segundo os especialistas em Medicina. Depois, a gordura foi eleita a nova vilã.

Enquanto estes dois elementos continuam disputando este campeonato nada glorioso, o açúcar refinado segue firme forte, e desde sempre, como o campeão na quantidade de malefícios que provoca em nosso corpo – e na mente também.

Entenda como o açúcar faz mal para o nosso corpo e busque as melhores formas de se livrar – ou pelo diminuir muito o consumo – dele.

Mas antes: você sabia que o consumo de açúcar refinado pode causa dependência?

O açúcar libera em nosso organismo uma substância chamada dopamina, um hormônio que é responsável pela sensação de bem estar e de prazer.

Por este motivo, as pessoas se tornam dependentes do açúcar, já que ele nos dá uma sensação boa – o que poderia levar o pozinho doce à categoria de droga, não é mesmo?

Qual a quantidade diária de açúcar refinado que podemos consumir?

A recomendação médica é de consumir, no máximo, 25 gramas, o que equivale a uma colher de sopa cheia. Mas o ideal mesmo é não consumir.

As alternativas mais interessantes – e também sem abusos – é usar o açúcar mascavo, o mal ou o açúcar demerara também é uma opção saudável.

Que alimentos são ricos em açúcar e devemos evitar?

Adivinha? Os mais atraentes para os nossos olhos e a nossa gula! E claro, o açúcar com a dopamina na sua fórmula, contribui para ficarmos viciados em muitos destes produtos (chamar de alimentos no título era só pra chamar sua atenção).

  • Refrigerantes
  • Sucos de caixinha e sucos em pó
  • Bolos, pudins e doces
  • Chocolate
  • Gelatina
  • Biscoitos recheados
  • Leite condensado

A lista é bem maior, mas se nos concentrarmos nestes acima, já teremos um ganho enorme de prevenção dos tantos males que o açúcar provoca em nosso organismo.

Você não precisa parar para sempre de consumir estes e outros produtos ricos em açúcar – sim, refrigerantes e sucos de caixinha e pó, você precisa!

Mas pode reduzir gradativamente o consumo até que muitos saiam da sua dieta naturalmente – e o bendito chocolate seja controlado!

O açúcar causa obesidade

Falemos sério: às portas do verão, eu nem precisaria dar outro motivo para parar com o consumo de açúcar refinado, não é mesmo?

O excesso de açúcar refinado é metabolizado em forma de gordura. Junta-se a isso a falta de atividade física, e teremos a obesidade. Mesmo com a atividade, é recomendado o controle rígido, pois você estará criando gordura sem sentido e dando um trabalho adicional ao seu corpo para queima-la.

O açúcar causa diabetes tipo 2

Ninguém disse que este artigo seria fácil, não é mesmo?

Em nosso corpo, os carboidratos e açucares são convertidos em glicose que vão para o sangue. Este, por sua vez, aguarda que a insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas, venha até ele e transporte a glicose para as células, para que assim seja dada a elas a energia que precisam para o funcionamento de todos os órgãos.

Quando a quantidade de glicose é muito alta, a insulina não consegue dar conta do excesso, e este fica no sangue criando um risco altíssimo para doenças cardiovasculares. Essa é a diabetes 2.

O açúcar afeta a memória

O açúcar causa microlesões no cérebro. Poderia parar aqui e já estava bem (ou mal). Mas o resultado são a perda de memória e a dificuldade no aprendizado e no trabalho.

O açúcar provoca o envelhecimento precoce

O envelhecimento das celulas se dá por um processo chamado de glicação, onde a glicose tem papel fundamental. O resultado dele? Prejudica a elasticidade das células, impactando nas estrutura de colágeno e elastina, que são responsáveis pela aparência saudável da nossa pele.

Daí para aparecer as rugas e manchas, é um pulo!

 

Se você está com sobrepeso por causa desse vilão e deseja urgente emagrecer, eu te recomendo a usar o Lipo 6.

 

Sou Ana Marcela, e criei o blog em março de 2018, numa época onde ele era apenas um hobby aleatório e eu trabalhava em uma operadora de telemarketing. Ele surgiu com o intuito de suprir minha carência de falar de assuntos femininos em meio a um trabalho nada glamouroso, onde se falava de tudo, menos do que eu mais queria.

Todos os direitos reservados – Baaphonico 2019

meus e-books