Viagem

Como alugar um imóvel por temporada? Veja alguns cuidados!

Seja para passar férias em família, entre amigos ou em casal, alugar um imóvel por temporada sempre será uma ótima opção.

No entanto, ao fazer a escolha do local ideal, é preciso estar por dentro de alguns cuidados que precisam ser tomados. Confira a seguir!

Idoneidade

Ao alugar um imóvel, é possível descobrir endereço pelo cpf e averiguar se o proprietário realmente declarou o domicílio à Receita Federal. 

Além disso, é de extrema importância que o viajante procure uma empresa que esteja registrada no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) com endereço e telefone físicos, para entrar em contato e tirar todas as dúvidas necessárias antes de adquirir o serviço, levando cem por cento em conta a avaliação e os comentários de outras pessoas que alugaram o espaço.

Agora, no caso de o proprietário ser pessoa física, é essencial buscar informações com amigos e outros clientes que se hospedaram no local. Uma ótima forma para ficar a par de todos os acontecimentos, é através de comentários na internet, podendo ser consultadas até mesmo possíveis anotações judiciais no site do tribunal do Estado, no qual o imóvel está localizado.

Fotos

Por morar em outro Estado, cidade, país ou simplesmente por falta de tempo, dificilmente o viajante irá visitar o imóvel antes da hospedagem, podendo, então, ocorrer uma decepção quando chegar até lá e perceber que o local é completamente diferente das fotos.

Portanto, caso o imóvel não tenha sido indicado por um conhecido, é necessário que você procure na internet informações e opiniões de pessoas que já tenham se hospedado no local. Sites como o Reclame Aqui são perfeitos para colher informações. 

Contrato

Uma dica muito importante que não deve, de forma alguma, ser deixada de lado, é: Não faça nenhum tipo de acordo verbal.  E isso porque tudo deve ser oficialmente registrado em um contrato de locação, contendo todos os detalhes, bem como as regras e normas acordadas entre o locador e o locatário, para que sejam evitados quaisquer problemas.

Vale muito a pena ressaltar que o aluguel para temporada é regulado pela mesma lei das locações comuns, a Lei do Inquilinato, possuindo regras especiais. Além disso, é importante destacar que neste contrato devem constar alguns documentos, como: 

  • Descrição da residência; 
  • Endereço e número da matrícula no registro de imóveis;
  • Forma e condições de pagamento; 
  • Valor; 
  • Tempo de estadia; 
  • Estipulação das multas em caso de descumprimento do contrato ou depredação da moradia; 
  • Lista dos equipamentos e das mobílias da residência; 
  • Número de pessoas que podem ocupar o imóvel durante a locação; 
  • Dentre outras informações.

Comprovantes

Por último, mas não menos importante, esta é uma dica muito importante que nem sempre é observada pelos locatários: guarde exatamente tudo que esteja relacionado àquela negociação. 

Você deve armazenar os comprovantes da negociação com o proprietário ou a imobiliária, mensagens trocadas por celular, e-mails e principalmente depósitos bancários, confirmações de reserva, anúncios. 

Agora, se a contratação for feita por meio de um aplicativo, salve ou imprima as telas. Esses  documentos serão essenciais caso haja alguma ação judicial por danos materiais e/ou morais.     

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *