Deliciosas verduras de todas as cores, frutas da estação de origem orgânica e de produção local, água filtrada…De nada adianta esses cuidados se não tiver as melhores panelas antiaderentes.

Se você encher a cesta de compras com produtos da horta e preparar seus pratos de maneira saudável, também deve inspecionar os utensílios da cozinha para se certificar de que estão saudáveis ​​e descartá-los se não estiverem.

Materiais livres de tóxicos para uma cozinha mais saudável

Os seguintes materiais são os mais adequados para cozinhar com segurança e sem substâncias nocivas à saúde. No entanto, alguns deles têm uma desvantagem se não forem usados ​​corretamente.

1. Ferro mineral e ferro fundido ou fundido

O ferro é uma opção tradicional e segura. A diferença entre o “ferro mineral” e o “ferro fundido” é que o segundo é feito com moldes de areia, as peças são mais espessas e podem incorporar esmaltes que evitam a oxidação.

Os alimentos cozidos neles podem absorver pequenas quantidades de ferro, mas não é um problema, mas uma vantagem no caso de baixos teores deste mineral. Em dietas com muito ferro, pode causar danos degenerativos.

Chefs vegetarianos preferem as peças de ferro fundido sem revestimento. São mais robustas e duráveis, têm a própria antiaderência natural do material (sem tóxicos) e fornecem ferro dietético. O problema é que pesam muito e oxidam eles não secam bem. 

Vantagem

  • Distribuem bem o calor, sem zonas de sobreaquecimento e são ideais para grelhar.
  • Pedaços menos pesados ​​de “ferro mineral” são perfeitos para refogar vegetais.
  • Com o tempo, eles escurecem, criando um revestimento antiaderente natural.
  • Suportam altas temperaturas e economizam energia, pois o cozimento pode ser finalizado aproveitando sua propriedade para reter o calor.

Desvantagens

  • Alimentos muito delicados grudam nos primeiros usos.
  • Devem ser untados com óleo no início e bem secos após a lavagem.
  • Não são adequados para idosos ou enfermos: o seu peso dificulta a utilização destas peças na cozinha.
  • As peças de ferro fundido costumam ser caras.

2. Vidro e cerâmica

São materiais inertes, atóxicos e muito seguros para louças ou potes de pedra(com exceção dos cristais de chumbo, que se encontram em vidros lapidados).

Vantagem

  • Eles não alteram o sabor da comida.
  • A transparência do copo auxilia no preparo e conservação de alguns pratos.
  • Ambos podem ser lavados na máquina de lavar louça.

Desvantagens

  • Eles são muito frágeis.
  • Cerâmica lascada e vidro cortado, que contém chumbo, devem ser descartados.

3. Silicone

É um polímero sintético bastante estável. Suporta temperaturas de até -60ºC, permitindo que os alimentos sejam congelados no mesmo recipiente. Também resiste a altas temperaturas de forno. É resistente, antiaderente e fácil de limpar.

Vantagem

  • É muito antiaderente, não precisa de ser lubrificado.
  • Há uma grande variedade de formatos de produtos de panificação e podem ser facilmente removidos da forma.

Desvantagens

  • Não deve ser utilizado no forno em temperaturas acima de 260 ° C.
  • Não é adequado para cozinhar alimentos ou pratos gordurosos, pois o material pode migrar para os alimentos.

4. Revestimentos cerâmicos

A indústria oferece novas alternativas antiaderentes para o plástico Teflon. 

As panelas e frigideiras de alumínio são revestidas com materiais cerâmicos, mais saudáveis ​​desde que sejam de qualidade e de marcas certificadas que não contenham metais pesados, PTFE, PFOA ou nanopartículas.

Sou Ana Marcela, e criei o blog em março de 2018, numa época onde ele era apenas um hobby aleatório e eu trabalhava em uma operadora de telemarketing. Ele surgiu com o intuito de suprir minha carência de falar de assuntos femininos em meio a um trabalho nada glamouroso, onde se falava de tudo, menos do que eu mais queria.

Todos os direitos reservados – Baaphonico 2019

meus e-books